YayBlogger.com
BLOGGER TEMPLATES

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Por dentro




Já dura exatos sete anos que eu sigo com o projeto (chamo de projeto porque sempre comparo com a planta de uma casa que pode sofrer alterações antes de ficar concreta) e já sofremos duas modificações por sempre surgir novas ideias mais a vontade de fazer com que a leitura seja de boa qualidade.
Mas nesse post eu não vim falar sobre as modificações e os bônus que BFY vem ganhando. É sobre todo processo que envolve qualquer história do começo, meio até o fim (mesmo que eu tenha minhas dúvidas sobre fazer isso direito e bom). Aqui vou contar quais foram os meus pontos chaves, onde me inspirei e a montagem.

Entendendo o universo
O universo da fanfiction não partiu de mim de primeira, foi mais pelo o fato de eu ser leitora das antigas de várias fanfics. Por lá eu pude entender o que era, como as pessoas faziam e quais assuntos poderíamos retratar.
E sendo assim me surgiu aquela pontinha de começar a unir as palavras e ver no que daria.

Enrendo
Comecei a pensar no que seria me inspirando em tantas histórias clichês, bem aqueles que muita gente pode julgar não só pela a capa, mas também com a sinopse. Eu nunca liguei para isso e visto que até hoje não mudei esse ponto, só que desde o esboço pensava em trazer algo diferente nos personagens tradicionais.
Então temos amigas que viajam para outro país que acabam se encontrando com seus sonhos e tudo parece ser um mar de rosas para elas, sem deixar de lado a famosa cafeteria starbucks que deve ter seu lugar reservado em um capítulo.

Decisões
As fanfics tem por característica retratar histórias com pessoas famosas misturando com outros personagens sem que sejam narrados por pessoas reais. No meu caso, acompanhei a explosão dos meninos da One Direction pelo o mundo todo e curtindo as suas músicas, só poderia ser eles.
Decidi contar uma vida antes de tudo acontecer e a possível vida normal que teriam antes da fama com o ingresso em uma Universidade em Wolwerhampton.

Inspirações
A história não poderia ter apenas cinco garotos e as meninas para contar tudo. Pensei na possibilidade de duas irmãs, outros dois meninos, um italiano e alguns problemas.
A maioria das inspirações para eles vieram por fotos ou novelas.

Divisões 
Na minha cabeça não tinha o montante de ideias que hoje eu tenho. Com um bocado eu comecei a escrever os primeiros capítulos e tendo a expectativa de como começaria, quais serias os eventos e o desfecho.

Começo: ida para Inglaterra e as bolsas para o ingresso na Universidade.
Meio: amizade construída com alguns eventos e o adversidades pelo o caminho.
. Fim: despedidas.

Então, este foi um post sobre o que tem por trás de toda história e espero que tenham gostado, e quem sabe mais para frente você comece a escrever assim como eu fiz ao ler.



Quem é ela?



Apresentarei melhor uma das personagens com seu gênio forte e único de ser, por consequência é permitido ela transcender os limites e expectativas de fora. Uma peça diferente que não afasta as pessoas de si, muito pelo ao contrário sempre verá próxima de pessoas divertidas e com humor para cima, afinal ela gosta de compartilhar essa onda de gaiatice. Seu nome é Isabela, a menina mais autoconfiante da turma e seu apelido Bela faz total jus.
Afinal, ela pode ser retratada tanto com a Leigthon quanto a Anne Hathaway e de quebra também podendo ser a Isabelle Drummond nesse Quem é ela. Então vamos conhecê-la.

1- Tem uma luz própria que só e consegue passar isso muito bem seja sorrindo, com  a boca fechada , ao andar, conversar, enfim é dela...




2- As coisa mais simples se tornam incríveis nas mãos dela (principalmente seu estilo).



3- Para quem não conhece e passa um dia com ela, talvez de primeira leve um susto quando ela decidir fazer o que vier na telha. Por exemplo: "acho que vou cuidar do meu rosto, agora." e vai perguntar se quer uma máscara de argila verde também.



4- Com velha força de hábito tem a mania de achar que tudo que fez não teve problema. E se teve e você fala, ela simplesmente tenta recapitular, até achar o momento exato que errou e até entender que sim, provavelmente vai demorar horas negando isso.



5- Ela tem jogo de cintura quando se fala em brincar. O que pode parecer que ela seja uma pessoa terrivelmente irônica, mas ela só está querendo ser divertida.



7- Divertida sim! Ela que chega com seu astral lá em cima animando todos ao seu redor.


8- Ela não só dança,minha gente. Ela também tem dom para o canto.


9- Não importa a proporção do assunto, seja ele grande, sério, ridículo, bobo ou qualquer coisa que seja, ela vai demostrar atenção sempre. Ou seja, ela é uma baita amiga ao ouvir tudo atenciosamente e pronta para te ajudar.



10 - Pode ter certeza que é aquela amiga que você quer por perto. Principalmente para ver um momento engraçado e ela dá a gargalhar até as lágrimas saírem e a barriga doer junto com você e para a sua sorte ficar com o coração quentinho quando ela demostrar afeto do seu jeito maluco de ser (como no capítulo seis com ela no ombro da Larissa e abraçando a mesma na cintura).



É isso! Gostaram de saber um pouco mais da nossa Bebel? Alguém se identificou com a personalidade dela ou um traço parecido? Eu consegui mencionar dez fatos sobre ela e provavelmente diria outros, mas para não ficar extenso foram esses, afinal só não deu para dizer que uma pessoa dessas precisa de uma companhia, nesse caso a Mari.





quinta-feira, 26 de outubro de 2017

TOP 5



O que podemos considerar desses cinco primeiros capítulos? Não são nenhumas regras boas de Dua Lipa, mas acho que podemos tirar algum aproveito com essa galerinha que pretende aquecer o coração de vocês, divertir e emocionar no desenrolar desse história em tantos outros capítulo.
Falando abertamente com vocês eu escrevo essa história faz um tem (farei um post sobre isso, o que acham?) e de lá pra cá vi o quanto minha escrita mudou, me dando aquele empurrãozinho para me reencontrar com os primeiros parágrafos, então vamos começar com a primeira quase regra que notei assim que voltei a redigir.

Leve a vida mais leve.
Sei que é meio difícil perceber, quase sempre, que a vida é boa sim. Ainda mais se não cobrarmos muito dela e levar tudo a sério, para isso nada é melhor do que rir de coisas idiotas, dos seus próprios micos e não se esqueça, sempre é bom quando você faz isso quando se tem gente boa ao seu redor.
Só triplica as risadas, não é?

Procure se rodear de quem te faz bem.
Qualquer pessoa que te põe par cima e que te faz se divertir em sua companhia. Os dias estão aí para serem preenchidos por boas memórias e novas histórias, então por que não apostar em boas novas repletas de aventuras.

Expectativa.
Para você aí! É dela que os nossos sonhos surgem, então expectativa no futuro.

Inspire-se e acredite em seus sonhos sempre.
Acredito que todos nós temos um propósito aqui como as meninas que estão buscando o seu nessa história. Então, rumo ao seu! Ele pode está aí em seus sonhos e só espera por você de braços abertos, eles não envelhecem nunca e se mudarem, persistência nos novos.

Falta mais uma propositalmente porque quero saber de vocês uma lição seja ela séria ou besta de Back For You. Todas estão valendo! Deixem aqui nos comentários. Se ainda não leu e quer contar um para nós, pode também. Espero que tenham gostado.


Todas as imagens de cima foram retiradas do We Heart it, fora os desenhos.