YayBlogger.com
BLOGGER TEMPLATES

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Por dentro




Já dura exatos sete anos que eu sigo com o projeto (chamo de projeto porque sempre comparo com a planta de uma casa que pode sofrer alterações antes de ficar concreta) e já sofremos duas modificações por sempre surgir novas ideias mais a vontade de fazer com que a leitura seja de boa qualidade.
Mas nesse post eu não vim falar sobre as modificações e os bônus que BFY vem ganhando. É sobre todo processo que envolve qualquer história do começo, meio até o fim (mesmo que eu tenha minhas dúvidas sobre fazer isso direito e bom). Aqui vou contar quais foram os meus pontos chaves, onde me inspirei e a montagem.

Entendendo o universo
O universo da fanfiction não partiu de mim de primeira, foi mais pelo o fato de eu ser leitora das antigas de várias fanfics. Por lá eu pude entender o que era, como as pessoas faziam e quais assuntos poderíamos retratar.
E sendo assim me surgiu aquela pontinha de começar a unir as palavras e ver no que daria.

Enrendo
Comecei a pensar no que seria me inspirando em tantas histórias clichês, bem aqueles que muita gente pode julgar não só pela a capa, mas também com a sinopse. Eu nunca liguei para isso e visto que até hoje não mudei esse ponto, só que desde o esboço pensava em trazer algo diferente nos personagens tradicionais.
Então temos amigas que viajam para outro país que acabam se encontrando com seus sonhos e tudo parece ser um mar de rosas para elas, sem deixar de lado a famosa cafeteria starbucks que deve ter seu lugar reservado em um capítulo.

Decisões
As fanfics tem por característica retratar histórias com pessoas famosas misturando com outros personagens sem que sejam narrados por pessoas reais. No meu caso, acompanhei a explosão dos meninos da One Direction pelo o mundo todo e curtindo as suas músicas, só poderia ser eles.
Decidi contar uma vida antes de tudo acontecer e a possível vida normal que teriam antes da fama com o ingresso em uma Universidade em Wolwerhampton.

Inspirações
A história não poderia ter apenas cinco garotos e as meninas para contar tudo. Pensei na possibilidade de duas irmãs, outros dois meninos, um italiano e alguns problemas.
A maioria das inspirações para eles vieram por fotos ou novelas.

Divisões 
Na minha cabeça não tinha o montante de ideias que hoje eu tenho. Com um bocado eu comecei a escrever os primeiros capítulos e tendo a expectativa de como começaria, quais serias os eventos e o desfecho.

Começo: ida para Inglaterra e as bolsas para o ingresso na Universidade.
Meio: amizade construída com alguns eventos e o adversidades pelo o caminho.
. Fim: despedidas.

Então, este foi um post sobre o que tem por trás de toda história e espero que tenham gostado, e quem sabe mais para frente você comece a escrever assim como eu fiz ao ler.



Nenhum comentário:

Postar um comentário